terça-feira, 15 de maio de 2012

PROGRAMAÇÃO - FIT ESCOLA


A ação tem parceria com as escolas públicas de teatro de Belo Horizonte: Artes Cênicas(UFMG), Teatro Universitário, Cefar/Palácio das Artes e Projeto Arena da Cultura.

15/MAIO – 19:30 – Teatro Marília
Luah Guimarãez (espetáculo O Idiota -SP)

Para sua palestra foi sugerida uma conversa sobre o processo de construção do Idiota (a transposição/transcriação de uma obra literária em um espetáculo teatral e o teatro em espaços não-convencionais). Uma outra possibilidade é a forma de organização da mundana cia de teatro que abre uma reflexão importante sobre as formas de associação de artistas para o conceito e criação de um espetáculo.


18/MAIO – 19:30 – Auditório da Escola de Belas Artes – UFMG
Sérgio de Carvalho (espetáculo Ópera dos Vivos – Cia do Latão - SP)

Para sua palestra foi sugerida uma conversa sobre o processo de construção do espetáculo Ópera dos Vivos e a preocupação política que norteia a investigação da Cia do Latão.



23/MAIO – 19:30 – Teatro João Ceschiatti – Palácio das Artes: Rogério Mesquita (espetáculo Por que a gente não é assim, ou por que a gente é assado - Grupo Bagaceira – CE)

Para sua palestra foi sugerida conversa sobre a pesquisa do Grupo Bagaceira de Teatro sobre teatro de rua e o processo de construção do espetáculo Por que a gente não é assim porque a gente é assado?


Sobre os Palestrantes:

Luah Guimarãez atua profissionalmente na área das Artes Cênicas principalmente como atriz, produtora e realizadora de projetos encenados há 20 anos. Trabalhou com os maiores diretores do teatro de São Paulo e com os principais dramaturgos da geração surgida nos anos 90 em São Paulo. Fundou com Aury Porto a Mundana Companhia em 2007.
Formada em Artes Cênicas pela UNICAMP (1991), participou do Fall Studio Session em Nova Iorque, ministrado pela companhia nova-iorquina Saratoga Internacional Theater Institute – SITI, fundada e co-dirigida por Anne Bogart e Tadashi Suzuki (1997).
Os seus trabalhos de maior visibilidade em teatro foram: O Idiota – uma novela teatral (2010-2011) dirigido por Cibele Forjaz onde recebeu o Prêmio especial APCA 2011; A queda (2007-2008); Arena conta Danton dirigido por Cibele Forjaz(2004); "Mostra de Dramaturgia Contemporânea (2001-2004), que lhe renderam, por sua atuação, o Prêmio Especial da APCA em 2003 e o Prêmio Shell (2002) na categoria especial por idealização e curadoria;


Sérgio de Carvalho é dramaturgo e encenador. É diretor e fundador da Companhia do Latão, grupo teatral de São Paulo. É pesquisador de teoria do teatro e professor de Dramaturgia e Crítica na Universidade de São Paulo. Tem mestrado em Artes Cênicas e doutorado em Literatura Brasileira.
Como jornalista colaborou com diversos órgãos de imprensa, entre os quais O Estado de S. Paulo (como cronista), Folha de S. Paulo e revista Bravo. Edita atualmente as revistas de cultura Vintém e Traulito, ligadas à Companhia do Latão. É co-autor dos livros Companhia do Latão 7 peças (Cosacnaify, 2008), Atuação Crítica (Atuação Crítica, 2009), Introdução ao Teatro Dialético(Expressão Popular, 2009). Entre seus escritos colaborativos se destacam as peças O Nome do Sujeito (1998), Visões Siamesas(2004) e Ópera dos Vivos (2010). Tem realizado palestras sobre o teatro dialético no Brasil em importantes centros de estudos no mundo, tais como a Casa Brecht de Berlim (2007).


Rogério Mesquita tem formação em História pela UECE e é ator, produtor e iluminador, estreou em 1997 atuando na peça AS NOVAS AVENTURAS DE PEDRO MALASARTES, com direção de Walden Luís. Em, 1999 atuou na peça PAÍS DO LADO DA FELICIDADE, com direção de Paulo Ess, finalizando o curso Princípios Básicos de Teatro. Atuou em montagens de, (1999) ESTA NOITE, PATACATUS (2000) e A FEIRA (2000). Em 2000, ao lado de Yuri Yamamoto e Rafael Martins, cria o grupo Bagaceira de teatro onde escreveu e atuou em PAPOULA (2000), ESTRANHOS (2003), O BANCO (2004) e 10:40: 50 (2005). Pelo Bagaceira atuou e produziu os espetáculos: PAPOULA E O SABONETE CABELUDO (2001), OS BRINQUEDOS NO REINO DA GRAMÁTICA (2002), ANO 4 D.C.(2003),LESADOS (2004), ENGODO (2004), O REALEJO (2005), MEIRE LOVE (2006), PORNOGRÁFICOS (2007), TÁ NAMORANDO! TÁ NAMORANDO! (2008), InCERTO (2010) e POR QUE A GENTE NÃO É ASSIM? OU POR QUE A GENTE É ASSADO? (2011). Atuou em montagens na Cia de Teatro Lua e produziu espetáculos pela Tear Cia de Teatro e Grupo Expressões Humanas.